'Dei sorte', diz empresária que afirma ter sido baleada pela polícia em Natal

quarta-feira, 30 de abril de 2014 · 0 comentários

Polícia Civil está investigando o caso que aconteceu em Cidade Satélite.
Poliana de Lima, de 24 anos, levou 21 pontos no queixo e passa bem.

Fernanda ZauliDo G1 RN

Dona de salão de beleza, Poliana de Lima levou tiro de raspão no pescoço (Foto: Poliana de Lima/Arquivo Pessoal)

A empresária Poliana de Lima, de 24 anos, foi alvo de um disparo de arma de fogo quando levava a filha de 1 anos e 6 meses para tomar vacina na zona Sul de Natal. Segundo ela, o tiro partiu de um carro de polícia que perseguia suspeitos de um assalto. O tiro atingiu o queixo da jovem que precisou levar 21 pontos. O caso aconteceu na manhã desta terça (29).
saiba mais

Ao G1, Poliana relatou que estava em uma esquina da avenida Xavantes com a rua Paranapanema, no conjunto Cidade Satélite, aguardando a vez de entrar na rua quando um carro passou em alta velocidade ao seu lado. Em seguida ela ouviu tiros e viu que outro carro passou por ela em alta velocidade. “Quando eu vi que estava sangrando foi que me dei conta de que tinha sido atingida. O tiro entrou no meu queixo, saiu e acertou o vidro da janela ao lado da minha filha que estava na cadeirinha no banco de trás”, disse.

O major Rodrigues Barreto, comandante do 5º batalhão de Polícia Militar, informou que a viatura da PM que atende a área estava em outra ocorrência. Segundo ele, o oficial que esteve no local após o ocorrido conversou com moradores e comerciantes da região e eles relataram que os disparos partiram de um carro da Polícia Civil. “Segundo os moradores, o carro da Polícia Civil estava perseguindo um suspeito de assalto e os policiais efetuaram o disparo para que o suspeito parasse. O motorista parou um pouco mais a frente, desceu do carro e os policiais constataram que era um comerciante que havia sido assaltado na região e estava perseguindo os supostos assaltantes”, disse o major.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que já tomou conhecimento do caso e um delegado será designado para apurar o ocorrido.
Poliana conta que deu sorte de ainda estar viva
(Foto: Poliana de Lima/Arquivo Pessoal)

Segundo Poliana, quando percebeu que estava sangrando, ela continuou dirigindo até a casa da sogra que fica próximo ao local do fato. Chegando lá, a família acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Poliana foi socorrida. No hospital, ela levou 21 pontos no queixo. “O médico disse que por dois centímetros o tiro não pegou na veia jugular. Eu poderia estar morta. O próprio médico disse que eu nasci de novo”, contou.

“Eu não culpo os policiais. Eu culpo o Estado que não investe em segurança, em qualificação desses policiais. Temos policiais despreparados, atirando pra todo lado. Nosso estado está entregue às baratas e ninguém faz nada”, disse a empresária.

Polícia detém suspeitos de morte de policial no RN; 'Elucidado'

terça-feira, 29 de abril de 2014 · 0 comentários

Delegada Rossana Pinheiro confirmou que quatro homens foram presos.
Um menor também foi apreendido. Crime aconteceu neste domingo (27).

Arthur BarbalhoDo G1 RN

Ilfran André Tavares de Araújo (Foto: Arquivo da família)

A Polícia Civil do Rio Grande do Norteconfirmou que a morte do policial civil Ilfran André Tavares de Araújo, de 51 anos, foi elucidada. Segundo a delegada Rossana Pinheiro, presidente do inquérito, quatro homens foram presos e um menor, apreendido. De acordo com a delegada, todos confessaram participação no crime. Ilfran Tavares foi morto domingo (27) em uma padaria na zona Leste de Natal.

O crime aconteceu na panificadora La Via Pane, localizada no bairro de Petrópolis. De acordo com a delegada, o objetivo do grupo era apenas assaltar o estabelecimento. "O último suspeito foi preso na madrugada. O objetivo do grupo era o assalto. Todos confessaram e garantiram que o assassinato não estava previsto e foi algo que saiu do controle", explicou Rossana. A polícia prendeu Glaucio Herculano Fonseca, Marcelo Peado Correia e Thiago Jerônimo Pinheiro, além de Alessandro Wallace de Freitas Procópio, preso durante a madrugada desta terça.Um adolescente de 17 anos também foi apreendido. De acordo com as investigações, Glaucio e o menor entraram na padaria, enquanto os outros dois suspeitos ficaram nas motos para dar apoio durante a fuga. A polícia não explicou ainda qual a participação do Alessandro no crime.

saiba mais

Ainda segundo o Rossana Medeiros, uma entrevista coletiva será realizada às 10h desta terça-feira na Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) para apresentar os quatro homens que participaram da ação.

'Policial exemplar'
"Era um cara muito bacana, querido por onde passava. Não tinha ficha suja nem processo, um policial exemplar", afirma o delegado. De acordo com Sérgio Leocádio, o policial Ilfran já tinha mais de 20 anos de polícia e estava perto de se aposentar. "Ele estava afastado por causa de um problema de saúde", explica.

Para o titular da DEAV, a morte de Ilfran atesta a situação preocupante da segurança pública no Rio Grande do Norte. "Chegamos ao ponto em que um policial morre e fica por isso mesmo. Estamos no fim do túnel e precisamos de uma política de verdade para a segurança. É esperar o próximo governo. O atual não fará em meses o que não fez em quase três anos e meio", opina o delegado.

Ilfran de Araújo estava na padaria acompanhado da irmã quando dois homens entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto. Um deles ficou no caixa, enquanto o segundo foi para o interior da loja, rendendo a irmã do policial. Ilfran tentou intervir e não percebeu a presença do segundo suspeito. Ele entrou em luta corporal com um dos criminosos e levou dois tiros na cabeça.

O policial foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos. Ilfran trabalhava na Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos (DEAV), que fica no bairro da Ribeira, e estava perto da aposentadoria. Após o crime, os suspeitos fugiram. De acordo com os vídeos de segurança do estabelecimento e testemunhas, três indivíduos teriam participado do latrocínio fazendo uso de duas motocicletas.

'À mercê dos bandidos', diz filho
"Infelizmente é o retrato da nossa sociedade. Estamos à mercê dos bandidos e nada podemos fazer". As palavras são de Gustavo Tavares, filho do policial civil Ilfran André Tavares de Araújo. Ele diz que em 25 anos de Polícia Civil o pai nunca se envolveu em problemas. "Perdi meu pai e a Polícia Civil perdeu um homem de bem, querido por todos", afirma. O corpo do policial foi velado na tarde desta segunda-feira (28) no Centro de Velório Morada da Paz, na zona Sul da capital potiguar.

'Momento de guerra,' diz sindicato
Em nota enviada à imprensa nesta segunda (28), o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol) lamentou a morte do policial e fez críticas à segurança pública do estado. “Vivemos um momento de guerra e nós, que fazemos a segurança pública, estamos desarmados”, diz o comunicado.

A Polícia Militar divulgou imagens do circuito interno de segurança da padaria que mostram o momento em que o policial foi baleado (veja vídeo ao lado).

As imagens mostram os assaltantes chegando ao local. Na parte de baixo do vídeo, é possível ver um deles rendendo uma funcionária que estava no caixa, enquanto o segundo vai para o interior do estabelecimento. Em outro momento, o segundo criminoso segura a irmã do policial pelo braço. Ilfran tenta intervir e entra em luta corporal com o ladrão, que consegue se soltar e atira. O outro assaltante se aproxima e também dispara. Os tiros atingiram a cabeça do policial.

Após o crime, os suspeitos fugiram. Uma câmera do lado de fora da padaria registra que há um motoqueiro parado. Quando os assaltantes saem do estabelecimento, um deles sobe da garupa e a moto sai em velocidade. A polícia acredita que o outro assaltante também tenha tido ajuda para escapar.

O policial foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos. Ilfran trabalhava na Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos (DAV), no bairro da Ribeira, e estava perto da aposentadoria.

Um dos suspeitos de assalto e morte no RN é fugitivo de MG, diz delegado

segunda-feira, 28 de abril de 2014 · 0 comentários

Galeguinho e Antônio Neto têm mandados de prisão em aberto.
Dupla é suspeita de assaltar correios em Patu e matar gerente da agência.

Anderson BarbosaDo G1 RN

Segundo a polícia, Galeguinho e Antonio Neto têm mandados de prisão em aberto (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)

Um dos suspeitos de ter participado diretamente do assalto que terminou com a morte do gerente da agência dos Correios na cidade de Patu, na região Oeste do Rio Grande do Norte, é fugitivo de um presídio em Minas Gerais. Ele e o irmão foram resgatados da Cadeia Pública de Pirapora, onde cumpriam pena por assalto em 2009. Trata-se do paraibano Livaci Muniz da Silva, natural de Paulista, que no dia 5 deste mês completou 30 anos. A ficha criminal de Galeguinho foi repassada ao G1 pelo delegado Sandro Régis.
saiba mais


A foto de Galeguinho, como é mais conhecido, e a foto do também paraibano José Antônio da Silva Neto, o Antônio Neto, natural de Bom Sucesso, foram divulgadas neste domingo (27) pelo capitão da PM Inácio Brilhante. O capitão afirma que Antônio Neto também possui mandado de prisão em aberto.

Filho de vereador é procurado
Além de Galeguinho e Antônio Neto, o delegado Sandro Régis confirmou ao G1 que a polícia também está procurando pelo filho de um vereador da cidade de Paulista. O nome não foi revelado, mas o delegado admitiu que o suspeito chegou a ser levado para a delegacia logo após o assalto e morte do gerente, mas foi liberado.

"Naquele momento não tínhamos nada que provasse o envolvimento dele, então tivemos que soltá-lo. Agora a situação é diferente. Descobrimos que foi ele quem deu apoio aos três homens que tiveram participação direta no crime. Ele não suja as mãos porque fica nos bastidores, como responsável pela logística da quadrilha. E foi ele também quem tentou resgatar os três comparsas quando os mesmos fugiram para um sítio. Por isso ele é procurado e deve ser preso e indiciado”, explicou o delegado.

O outro suspeito de participação no assalto foi morto ao trocar tiros com a polícia na sexta-feira (25), dia seguinte ao crime, na zona rural de Patu. Ele foi identificado como Samarone Pereira de Carvalho, de 38 anos, foragido de Mossoró. Com ele foram encontrados uma mochila com alimentos, uma pistola calibre ponto 40, munições e rádios comunicadores que estaria sintonizados na mesma frequência utilizada pela polícia. Os outros dois homens conseguiram escapar do cerco.

Buscas
O capitão Brilhante disse que as buscas pelos criminosos continuam. “Estamos percorrendo as estradas da região com o apoio das polícias do Ceará e Paraíba. Não vamos sossegar enquanto não encontrarmos estes criminosos. Eles mataram o gerente e feriram um policial. Precisam ser presos”, ressaltou.

PF no caso
"Todas as informações que temos até agora, inclusive o vídeo do assalto e as fotos e as fichas dos suspeitos, serão entregues à Polícia Federal. A PF concluirá o inquérito porque o roubo aconteceu à uma agência dos Correios, que é uma instituição federal, e o gerente que morreu era um funcionário federal", explicou o delegado.
Arni Praxedes em evento na Assembleia de Deus,
em Patu (Foto: Vinycius Targino/G1)

O assalto
O assalto à agência dos Correios em Patuaconteceu por volta das 8h da quinta-feira (24). De acordo com a Polícia Militar, os criminosos teriam abordado o gerente quando ele saía de casa a pé para ir ao trabalho. Eles teriam obrigado Arni a entrar em um carro e o levaram para a agência.

Quando deixavam os Correios, junto com o gerente feito refém, os assaltantes se depararam com uma guarnição policial que passava pelo local e houve troca de tiros. Segundo o delegado Sandro Régis, os criminosos não levaram nada da agência.

Arni Praxedes e o soldado da PM O. Filho foram baleados e socorridos, mas o gerente não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. O policial, segundo a própria PM, levou um tiro de raspão e passa bem.

Imagens
Câmeras do circuito interno gravaram toda a ação dos criminosos que tentaram assaltar a agência dos Correios. Pelas imagens, é possível ver dois assaltantes, um deles armado, rendendo o gerente Arni Praxedes. O delegado Sandro Régis disse que os criminosos são os dois homens que aparecem usando bermuda.

“O gerente está de calça jeans e camisa ensacada”, acrescentou. Além destes dois, a polícia acredita que outros dois criminosos ficaram do lado de fora da agência. Na saída do prédio, houve troca de tiros com a polícia. O G1 teve acesso às imagens por meio da Polícia Civil. Ainda de acordo com o delegado, os assaltantes que aparecem na gravação são os mesmos que estão cercados e trocaram tiros com a polícia na manhã desta sexta.
Imagens da ação dos criminosos foram gravadas pelas câmeras da agência dos Correios, em Patu (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Luto e enterro
Mais de 2 mil pessoas - entre elas familiares, amigos e colegas de trabalho, se reuniram na manhã deste sábado (26) para o último adeus a Arni Praxedes de Melo, de 51 anos - gerente dos Correios na cidade de Patu.

"Era um homem bom que só estava fazendo o seu trabalho", disse Talison Layala Praxedes de Lima, de 26 anos, filho mais velho de Arni. Em entrevista ao G1 no dia do crime, Talison disse que a família vive um momento de muita dor. “Estamos encarando da pior maneira possível. Foi algo inesperado", acrescentou.

Por causa da morte de Arni, a Prefeitura de Patu decretou luto oficial de três dias. Segundo a prefeita Evilásia Gildênia de Oliveira, o gerente era uma pessoa ilustre do município e “sua obra, o seu legado e seu exemplo de vida devem servir de estímulo para os patuenses”.
Cortejo fúnebre de Arni Praxedes reuniu centenas de pessoas em Patu (Foto: Bruno Campelo/G1)
tópicos:

Soldado da PM e família são rendidos e sofrem arrastão em Caicó, RN

· 0 comentários

Assalto aconteceu na madrugada desta segunda-feira (28).
Segundo comando da PM na cidade, criminosos queriam a arma do policial.

Rafael BarbosaDo G1 RN


Três homens armados invadiram a residência de um soldado da Polícia Militar na cidade de Caicó, região Seridó do Rio Grande do Norte, e realizaram um arrastão. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (28) no bairro do Recreio, momento em que o PM estava com a mulher dele, um filho do casal e os sogros em casa. Os criminosos fugiram levando vários pertences das vítimas após passarem mais de uma hora dentro do imóvel.

saiba mais

De acordo com o major da PM Walmary Costa, comandante do policiamento militar em Caicó, era madrugada quando a família escutou um barulho de uma pessoa pulando o muro. “A mulher do soldado abriu a porta e se deparou com um dos assaltantes. Depois disso, mais dois homens entraram e renderam a família”, relatou.

Ao entraram na casa, os bandidos viram a farda da Polícia Militar e começaram a procurar pela arma do soldado. Sem sucesso, recolheram vários pertences das vítimas e fugiram.

A Polícia Militar na cidade foi acionada e ainda realizou diligências na tentativa de encontrar os responsáveis pelo crime, mas nenhum suspeito foi encontrado.

'Estamos à mercê dos bandidos', diz filho de policial morto a tiros em Natal

· 0 comentários

Ilfran de Araújo, de 51 anos, levou dois tiros na cabeça na noite de domingo.
Comissão formada por três delegados está responsável pela investigação.

Do G1 RN

Ilfran André Tavares de Araújo, de 51 anos, levou dois tiros na cabeça dentro de uma padaria em Natal (Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi e Arquivo da família)

"Infelizmente é o retrato da nossa sociedade. Estamos à mercê dos bandidos e nada podemos fazer". As palavras são de Gustavo Tavares, filho do policial civil Ilfran André Tavares de Araújo, de 51 anos, morto a tiros na noite deste domingo (27) durante uma tentativa de assalto a uma padaria localizada no bairro Petrópolis, zona Leste de Natal.

Gustavo Tavares acrescenta que em 25 anos de Polícia Civil o pai nunca se envolveu em problemas. "Perdi meu pai e a Polícia Civil perdeu um homem de bem, querido por todos", afirma. O corpo do policial foi velado na tarde desta segunda-feira (28) no Centro de Velório Morada da Paz, na zona Sul da capital potiguar.
saiba mais

Ilfran de Araújo estava na padaria acompanhado da irmã quando dois homens entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto. Um deles ficou no caixa, enquanto o segundo foi para o interior da loja, rendendo a irmã do policial. Ilfran tentou intervir e não percebeu a presença do segundo suspeito. Ele entrou em luta corporal com um dos criminosos e levou dois tiros na cabeça.

O policial foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos. Ilfran trabalhava na Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos (DAV), que fica no bairro da Ribeira, e estava perto da aposentadoria. Após o crime, os suspeitos fugiram. De acordo com os vídeos de segurança do estabelecimento e testemunhas, três indivíduos teriam participado do latrocínio fazendo uso de duas motocicletas.

O delegado geral da Polícia Civil, Adson Kepler Monteiro Maia, designou uma comissão especial para investigar a morte do policial civil. A comissão será presidida pela delegada Rossana Pinheiro e auxiliada pelos delegados Frank Albuquerque e Herlânio Cruz.

'Momento de guerra,' diz sindicato

Em nota enviada à imprensa nesta segunda (28), o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol) lamentou a morte do policial e fez críticas à segurança pública do estado. “Vivemos um momento de guerra e nós, que fazemos a segurança pública, estamos desarmados”, diz o comunicado.

Vídeo mostra chagada dos criminosos, assalto, tiros dentro da padaria e fuga em moto

A Polícia Militar divulgou imagens do circuito interno de segurança da padaria que mostram o momento em que o policial foi baleado (veja vídeo ao lado).

As imagens mostram os assaltantes chegando ao local. Na parte de baixo do vídeo, é possível ver um deles rendendo uma funcionária que estava no caixa, enquanto o segundo vai para o interior do estabelecimento. Em outro momento, o segundo criminoso segura a irmã do policial pelo braço. Ilfran tenta intervir e entra em luta corporal com o ladrão, que consegue se soltar e atira. O outro assaltante se aproxima e também dispara. Os tiros atingiram a cabeça do policial.

Após o crime, os suspeitos fugiram. Uma câmera do lado de fora da padaria registra que há um motoqueiro parado. Quando os assaltantes saem do estabelecimento, um deles sobe da garupa e a moto sai em velocidade. A polícia acredita que o outro assaltante também tenha tido ajuda para escapar.

O policial foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos. Ilfran trabalhava na Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos (DAV), no bairro da Ribeira, e estava perto da aposentadoria.

Polícia Civil cria comissão para investigar morte de policial em padaria

· 0 comentários

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte criou uma comissão para investigar a morte do policial Ilfran André Tavares de Araújo, 51 anos, ocorrida na noite desse domingo (27). A comissão é presidida pela delegada Rossana Pinheiro e pelos delegados Frank Albuquerque e Herlânio Cruz. 

A medida foi um pedido do delegado Geral da Polícia Civil do RN, Adson Kepler. Os policiais da comissão devem se reunir na tarde desta segunda-feira (28), entretanto, de acordo com a Degepol, já existem duas equipes nas ruas, levantando informações e recolhendo imagens de câmeras de segurança da região do local do crime. 

saiba mais

O policial civil Ilfran André Tavares de Araújo foi assassinado com dois tiros na cabeça após reagir a um assalto em uma padaria da capital potiguar, no bairro Petrópolis. O socorro médico foi acionado e ele chegou a ser atendido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. 

Sinpol/RN lamenta morte e culpa falta de investimentos em segurança
O Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (Sinpol-RN) divulgaram nota sobre a morte do agente Ilfran André Tavares de Araújo. No documento, o sindicato afirmou que "o policial civil, assim como centenas de cidadãos do Rio Grande do Norte, perdeu para a violência que só cresce em todo o Estado, principalmente, pela falta de investimento na Segurança Pública". 

Ainda de acordo com a nota, o Sinpol/RN declarou que o Estado "vive um momento de sucateamento de duas importantes instituições, que são a Polícia Civil e o ITEP. Isso gera efeito direto sobre a impunidade e a violência. Sem efetivo, estrutura de trabalho e materiais básicos, os crimes não são investigados e, consequentemente, o número de homicídios está crescendo".

O Sinpol/RN lamentou a morte do policial e manifestou solidariedade a família do agente. O corpo de Ilfran Tavares será velado no Centro de Velório, na avenida São José. 

Degepol divulgou nota de pesar 
A Delegacia Geral de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Degepol) divulgou nota de pesar em solidariedade aos amigos e familiares de Ilfran Tavares. 

Confira o texto completo do documento:

"A Delegacia Geral de Polícia Civil vem a público, solidarizar-se com os familiares e amigos do policial civil Ilfran André Tavares de Araújo, de 51 anos, que faleceu na noite deste domingo (27/04).

O agente da Polícia Civil trabalhava há 24 anos na Instituição e atualmente estava lotado na Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos (DEAV). Durante sua carreira policial prestou serviço nas delegacias distritais: 1ªDP, 4ªDP, 6ªDP; e nas Especializadas: Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista (DEATUR), Delegacia Especializada no Consumidor (DECON), além de ter atuado também na Corregedoria de Polícia Civil (CORREPOL).

A Polícia Civil lamenta a morte trágica desse profissional e continua na luta pela justiça e prisão dos responsáveis por esse ato criminoso. Aos familiares, recebam as nossas condolências, em Nome da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, pela perda irreparável do seu ente querido".

tribuna do norte

Representantes dos militares da Forças Armadas já falam em paralisação

· 0 comentários

Reunião tensa no Ministério da Defesa. Representantes dos militares da Forças Armadas já falam em paralisação.


“ Se prender meu esposo o Ministério vai ter que mandar prender ele e eu...”

"Nos vamos fazer como todo mundo faz, prender um é fácil, prender dois é fácil. Eu quero ver prender TRÊS MIL, QUATRO MIL..."

Dia 24 de abril ocorreu nova reunião no Ministério da Defesa, com a presença de Ari Matos Cardoso, Secretário Geral do ministério. No evento compareceram varios políticos e representantes de associações. O deputado Izalci, do PSDB, que se apresentou como “defensor das Forças Armadas”, logo de início disse que defende a criação de uma espécie de comissão no Ministério da Defesa voltada exclusivamente para a questão de remuneração dos militares. Segundo o deputado, todas as categorias que fazem paralisação conseguem ter suas reivindicações atendidas, mas os militares, que não podem se sindicalizar nem fazer greves, permanecem com enorme defasagem salarial.

Recentemente os policiais da Bahia realizaram uma greve, considerada ilegal, e os militares federais foram deslocados para reforçar a segurança do estado. Os policiais conseguiram seu reajuste.

Ari Matos Cardoso disse que o Ministério da defesa já construiu uma política de remuneração dos militares, que teve a aprovação dos três comandos, que deve ser apresentada ainda esse mês. Segundo o mesmo, o documento será um instrumento orientador para a valorização da carreira militar.

O senador Paulo Paim, quando assumiu a palavra logo mencionou a questão do inacreditável valor do salário família dos militares, que é de 16 centavos, valor ridículo, que só ganhou evidência nacional após um já conhecido militar carioca, sargento Vinícius Feliciano - em ação ousada - escalar a estátua do Marechal Deodoro usando uma camisa com a frase “Não é só por R$ 0,16”

As falas da maioria das pessoas foram dentro da tão conhecida, e já angustiante, ética parlamentar. Que acaba, pelo excesso de gentilezas e atenuantes linguísticos, fazendo parecer que os temas tratados não são tão urgentes e importantes quanto na verdade são. Fugindo dessa regra surge a Senhora Kelma, presidente da Unifax. Kelma Costa não poupou palavras de indignação. Ela parece saber realmente o que são as privações passadas pela família militar, e cremos que deixou o Ministério da Defesa bastante preocupado depois de ouvir suas palavras.

Kelma começou sua fala perguntando: “ _Ha quanto tempo que se sabe disso? Quando você sabe de um problema e não busca uma solução demonstra-se com isso algumas coisas. Ou é falta de vontade de resolver. Porque se for falar que é questão de dinheiro eu vou ter que desmentir, porque no Brasil, aonde se tem dinheiro pra tudo é complicado acreditar e passar isso pra tropa hoje. Isso não pode ser mais justificativa. A questão dos 28.86% é uma questão agora de execução...
Ela continuou. Ao seu lado Ari Matos mantinha o semblante fechado. "O que eu preciso saber é o seguinte: se tudo isso que se disse aqui já se sabe desde 2005, então, sair daqui ou nos deixar novamente no vácuo, sem uma resposta, uma data, um preto no branco, seria simplesmente a defesa se colocar numa posição omissa. Ou de que não quer resolver ou de que joga a bola pra Presidente. E os militares vão saber o seguinte, nós então estamos sem representação, nós não temos mais a quem recorrer a não ser o comandante supremo..."

O senhor lembra que eu estive aqui em manifestação no ano passado... estivemos em reunião com o senhor... no dia seguinte voltamos em manifestação... buscando de alguma forma chamar a atenção do Ministério da Defesa pra essa situação que eu to apresentando pro senhor um ano depois, e nada foi feito. Eu disse, então nós vamos pro Congresso, do Congresso partimos pro Senado, e as coisas cresceram e a tendencia agora é crescer muito mais. Porque eu vou dizer uma coisa pro senhor doutor Ari, eu estou com quatro ônibus de militares da reserva preparadinhos, porque se não for tomada uma decisão nós vamos vir pra cá.

Nós vamos fazer como todo mundo faz, prender um é fácil, prender dois é fácil. Eu quero ver prender TRÊS MIL, QUATRO MIL, aí vai complicar a situação. Eu vou dizer pro senhor que o meu marido é um desses que está cansado, sobrecarregado, endividado, e esperando, esperando... Vai ter que acontecer igual acontece aí, uma hora vamos parar, vamos parar com tudo e quem tiver que prender prenda e quem tiver que arcar com as consequências que arque... Se prender meu esposo o Ministério vai ter que mandar prender ele e eu. Porque o senhor vai levar e eu vou ficar sentada do lado de fora esperando ele sair, ou dentro da cela com ele. Vai ser um trabalho dobrado.

A senhora Ivone Luzardo descreveu uma mensagem que recebeu de um militar: “Eu quero entrar no Congresso armado... se eu tiver uma chance não sobra um.” "A que ponto deixaram chegar os militares. Se isso não é revanchismo é o que?" Disse Luzardo

Pelo conteúdo dos discursos conclui-se facilmente que a situação está no limite. As falas dos representantes nos levam a crer que em um momento como esse qualquer coisa pode acontecer.

Essa semana mesmo o grupo TERNUMA (Terrorismo Nunca Mais) criou uma grande lista, exemplarmente democrática, em repúdio ao governo atual. Em poucos dias o documento já conta com mais de 2 mil signatários. Imaginem um grande grupo de militares da reserva, generais que ocuparam altos cargos, coronéis, capitães, sargentos... Caminhando silenciosamente e simplesmente se posicionando em frente ao Palácio do Planalto. Imaginem que eles permaneçam ali por vários dias seguidos... Que cena! Que repercussão incrível causaria!

Qual será o tamanho do prejuízo político se a sociedade perceber que as Forças Armadas estão insatisfeitas com o governo, a ponto de atitudes extremas, como mencionou a senhora Kelma Costa?


Com ajuda de PMs, bebê nasce dentro de carro da polícia em Natal

· 0 comentários



A mãe, que não teve o nome divulgado, entrou 
em trabalho de parto e pedir ajuda
para ir a uma maternidade
Leia mais em: http://zip.net/brnfgc

Uma equipe do Grupamento de Turismo da PM (Polícia Militar) do Rio Grande do Norte ajudou na manhã desta segunda-feira (28) a fazer o parto de um bebê, ainda sem nome, que nasceu dentro de um carro corporação no Ponta Negra, bairro da zona sul de Natal.

A mãe, que não teve o nome divulgado, entrou em trabalho de parto e pedir ajuda para ir a uma maternidade.

Mas, segundo a PM, não deu tempo de chegar a uma unidade de saúde. A bolsa já havia estourado quando a mãe entrou no carro da polícia e, minutos depois, a mulher avisou que o bebê estava nascendo.

A equipe estacionou e realizou o parto dentro do carro.

Segundo a polícia, o bebê é do sexo masculino e estava em boas condições de saúde quando nasceu.

A mãe e o bebê foram levados para a maternidade Januário Cicco, onde passam bem e devem receber alta já nesta terça-feira (29).

Uol

Capitão Wagner alerta para paralisação geral de policiais militares no Brasil

domingo, 27 de abril de 2014 · 0 comentários

Ocupando a tribuna, na manhã desta quinta-feira, 24, o vereador Capitão Wagner (PR) criticou a prisão do vereador baiano do PSDB, Marco Prisco, e culpou o Partido dos Trabalhadores por estar “enclausurando o soldado que participou de um movimento reivindicatório”.

“O ministro Lewandowskil negou o pedido de liberdade ao vereador alegando que ele é um perigo para a segurança nacional, e há de se admirar que o governo da Bahia é do PT e ainda mais absurdo é que o Ministério Público Federal, está na eminência de conseguir bloquear as contas da associação dos policiais militares. E como vai conseguir pagar suas contas, as viagens para tentar soltar o vereador?, questiona o parlamentar.

O vereador do PR ainda alertou o Governo Federal para uma possível paralisação dos policiais militares no período da Copa do Mundo. Segundo Wagner, os policiais não aguentam mais tantas promessas sem serem cumpridas e com a prisão do vereador Prisco “acenderam uma fogueira de paralisação”.

PEC300.com

Polícia encerra mais um dia de buscas por assaltantes dos Correios em Patu

· 0 comentários

PM de 3 estados e helicóptero do Ceará procuraram por criminosos no RN.
Assaltantes que mataram gerente de Correios em Patu ainda são procurados.

Anderson BarbosaDo G1 RN

Capitão Inácio Brilhante comandou operação que contou com apoio do helicóptero da Secretaria de Segurança do Ceará (Foto: Inácio Brilhante/PM do RN)

As polícias Civil e Militar do Rio Grande do Norte, que em conjunto com policiais militares daParaíba e Ceará procuram pelos criminosos que participaram do assalto e mataram o gerente dos Correios em Patu, deram por encerrada a operação realizada durante este sábado (26) na região. O helicóptero da Secretaria de Segurança do Ceará, que deu apoio às buscas, retornou à Fortaleza. “A escuridão atrapalha. Agora, é esperar amanhecer para ver a próxima estratégia. A aeronave só será usada novamente se conseguirmos uma informação concreta de onde os assaltantes estão”, afirmou o capitão da PM Inácio Brilhante, que comandou a operação ao lado do delegado Sandro Régis.

saiba mais

Os assaltantes, ainda de acordo com o capitão, se refugiaram em uma região de mata fechada entre o município de Patu, na região Oeste potiguar, e Belém do Brejo do Cruz, no extremo Norte paraibano.

O helicóptero Potiguar 1, que pertence à Secretaria de Segurança do RN, não foi usado e não tem condições de operar, pois está em manutenção na capital cearense. Segundo o tenente-coronel Edwin Aldrin de Brito, diretor do Centro Integrado de Operações Aéreas do Rio Grande do Norte, a aeronave está passando por uma última revisão antes da Copa do Mundo e só deve voltar a voar no dia 15 de maio.

“Neste domingo (27) não teremos apoio aéreo, mas estaremos por terra, percorrendo as estradas. Não vamos sossegar enquanto não encontrarmos estes criminosos. Eles mataram o gerente e feriram um policial. Precisam ser presos”, ressaltou o capitão.

Suspeito morto
Na manhã da sexta (25), os policiais trocaram tiros com três suspeitos em um sítio localizado na zona rural de Patu. A região é conhecida como Patu de Fora. Um deles, identificado como Samarone Pereira, de 38 anos, foi baleado durante o confronto e morreu. Com ele foram encontrados uma mochila com alimentos, uma pistola calibre ponto 40, munições e rádios comunicadores que estaria sintonizados na mesma frequência utilizada pela polícia. Os outros dois homens conseguiram escapar do cerco. "Sabemos que são eles, mas não podemos divulgar para não atrapalhar as investigações", disse Brilhante.
Samarone Pereira de Carvalho, de 38 anos, foi morto pela polícia; material encontrado com ele foi apreendido (Foto: Vinycius Targino/G1)

O assalto
O assalto à agência dos Correios em Patu aconteceu por volta das 8h desta quinta-feira (24). De acordo com a Polícia Militar, os criminosos são quatro homens que teriam abordado o gerente quando ele saía de casa a pé, no Centro da cidade, em direção ao trabalho.

Os quatro chegaram em um carro e teriam obrigado Arni a entrar no veículo. Quando deixavam a agência, junto com o gerente, os assaltantes se depararam com uma guarnição policial e houve a troca de tiros.

Arni Praxedes em evento na Assembleia de Deus,
em Patu (Foto: Vinycius Targino/G1)

Arni Praxedes e o soldado da PM O. Filho foram baleados e socorridos, mas o gerente não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. O policial, segundo a própria PM, levou um tiro de raspão e passa bem.

Segundo o delegado Sandro Régis, os criminosos não levaram nada da agência.

Imagens
Câmeras do circuito interno gravaram toda a ação dos criminosos que tentaram assaltar a agência dos Correios. Pelas imagens, é possível ver dois assaltantes, um deles armado, rendendo o gerente Arni Praxedes. Segundo o delegado Sandro Régis, os criminosos são os dois homens que aparecem usando bermuda.

“O gerente está de calça jeans e camisa ensacada”, acrescentou. Além destes dois, a polícia acredita que outros dois criminosos ficaram do lado de fora da agência. Na saída do prédio, houve troca de tiros com a polícia. O G1 teve acesso às imagens por meio da Polícia Civil. Ainda de acordo com o delegado, os assaltantes que aparecem na gravação são os mesmos que estão cercados e trocaram tiros com a polícia na manhã desta sexta.
Imagens da ação dos criminosos foram gravadas pelas câmeras da agência dos Correios, em Patu (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Luto e enterro
Mais de 2 mil pessoas - entre elas familiares, amigos e colegas de trabalho, se reuniram na manhã deste sábado (26) para o último adeus a Arni Praxedes de Melo, de 51 anos - gerente dos Correios na cidade de Patu.
Cortejo fúnebre de Arni Praxedes reuniu centenas de pessoas em Patu (Foto: Bruno Campelo/G1)

"Era um homem bom que só estava fazendo o seu trabalho", disse Talison Layala Praxedes de Lima, de 26 anos, filho mais velho de Arni. Em entrevista ao G1 no dia do crime, Talison disse que a família vive um momento de muita dor. “Estamos encarando da pior maneira possível. Foi algo inesperado", acrescentou.

Por causa da morte de Arni, a Prefeitura de Patu decretou luto oficial de três dias. Segundo a prefeita Evilásia Gildênia de Oliveira, o gerente era uma pessoa ilustre do município e “sua obra, o seu legado e seu exemplo de vida devem servir de estímulo para os patuenses”.

Blitz da Lei Seca prende 13 motoristas alcoolizados na zona Sul de Natal

· 0 comentários

Fiscalização aconteceu na madrugada deste domingo (27) em Ponta Negra.
Motoristas autuados foram encaminhados para a Delegacia de Plantão.

Do G1 RN

Blitz foi realizada em Ponta Negra
(Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)

A Polícia Militar e o Departamento de Trânsito do Rio Grande do Norte realizaram na madrugada deste domingo (27) mais uma operação de combate à embriaguez ao volante na zona Sul de Natal. Ao final, 13 pessoas foram presas e autuadas em flagrante por terem ingerido bebida alcoólica e 71 motoristas tiveram suas carteiras de habilitação retidas.

Segundo o coronel Francisco Araújo Silva, comandante geral da PM, 1.500 motoristas foram submetidos a testes de bafômetro ao serem abordados em uma barreira de fiscalização montada na avenida Engenheiro Roberto Freire, uma das mais movimentadas do bairro de Ponta Negra.

Os motoristas detidos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da zona Sul da cidade, em Candelária, onde tiveram suas carteiras de habilitação recolhidas. Os autuados responderão criminalmente por embriaguez ao volante.
saiba mais

Estatísticas
Em operações da Lei Seca realizadas em Natale região metropolitana somente neste primeiro trimestre do ano, o Detran revelou que reteve mais de 1.100 habilitações - o equivalente a mais do que o dobro das carteiras apreendidas em 2013, período em que 534 condutores tiveram suas CNHs recolhidas.

(Foto: Editoria de Arte / G1)
Lei Seca
As novas regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito – 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Neste caso, a pena é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de se obter a habilitação.

Condutores autuados por este tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos e têm as carteiras de motorista apreendidas. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo dos 0,34 permitidos pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais que 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Policiais da Deprov prendem quadrilha suspeita de roubo de carros

sexta-feira, 25 de abril de 2014 · 0 comentários

Jovens também são suspeitos de assaltos em casas de praia.

Foto: Sérgio Costa / Portal BO

Rafael Camilo do Nascimento, de 22 anos, e Luan Silva de Souza foram presos, bem como dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos, apreendidos, no bairro Nazaré, em um terreno baldio. Policiais da Delegacia Especializada em Defesa e Propriedade de Cargas e Veículos (Deprov) investigaram a quadrilha durante 15 dias.

Os jovens, de acordo com a polícia, seriam especializados em roubo de carros e invasão a residências. Com os suspeitos, os policiais da Deprov apreenderam três carros, sendo um deles uma Doblô, roubado em Búzios, e outro um CrossFox, roubado em Parnamirim.

O terceiro veículo apreendido foi um Fiat Ideia. A Polícia Civil também apreendeu uma arma em poder dos jovens. O delegado Atanásio Gomes, titular da Deprov, informou que a quadrilha vinha agindo, principalmente, na região de praias e em Parnamirim.

Ainda de acordo com Atanásio, os bandidos costumavam agir de maneira violenta. Durante o feriadão, por exemplo, eles teriam feito um arrastão em uma casa onde estava um grupo religioso, chegando a roubar objetos sacros e até mesmo as vestes do sacerdote que estava no local.

Motorista é esfaqueado e rodoviários protestam contra a violência em Natal

· 0 comentários

Arthur BarbalhoDo G1 RN

Motoristas também pararam ônibus no Baldo, a caminho do Centro da cidade (Foto: Fred Carvalho/G1)

Motoristas de ônibus que trabalham no transporte público de Natal realizaram um protesto na manhã desta sexta-feira (25) no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Senador Salgado Filho, na zona Leste da capital. Os trabalhadores reivindicam mais segurança. O estopim para a paralisação foi o esfaqueamento de um motorista durante uma tentativa de assalto no bairro das Rocas. Ônibus também pararam no bairro da Ribeira e Centro da cidade. Segundo Nastagnan Batista, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário (Sintro-RN), cerca de 400 veículos deixaram de rodar por 2 horas.
saiba mais

De acordo com Paulo César Ferreira, que é delegado regional do Sintro, a categoria quer mais segurança. "Os bandidos estão soltos e os trabalhadores é que estão presos", disse. "Um pai de família não pode mais sair da casa com segurança, não pode mais trabalhar com segurança", acrescentou.

Ao G1, Paulo explicou que a média é de um assalto a ônibus por dia na capital potiguar. "Os assaltos são rotina. A média é de um assalto por dia, sem contar o transporte alternativo e aqueles casos em que o motorista não registra o boletim de ocorrência", afirmou.

Sobre o motorista esfaqueado nas Rocas, o representante do sindicato disse que o crime aconteceu na noite desta quinta-feira (24). O funcionário foi levado para o Hospital dos Pescadores, no bairro das Rocas. Ele recebeu o atendimento médico e foi liberado.

Segundo Nastagnan Batista, presidente do Sintro, uma reunião no Ministério Público do RN está marcada para esta segunda-feira (28) para discutir a segurança para os trabalhadores do transporte público. "Precisamos apronfundar o debate dessa questão da segurança com os órgãos responsáveis. É importante esse debate com a Semopi (Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura), Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) e Polícia Militar, para que possamos garantir a segurança para os trabalhadores", disse.

Ciosp não registra ocorrência

Segundo o coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, o assalto que terminou com o esfaqueamento do motorista não foi registrado no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). "Não tivemos o registro da ocorrência, mas dialogamos com a categoria e entendemos o protesto", disse.

Ainda de acordo com ele, parte da avenida Bernardo Vieira, que havia sido bloqueada durante a manifestação, já foi liberada. "Conversamos com os representantes e conseguimos junto aos motoristas que o fluxo de veículos fosse liberado", completou.

Suspeito da morte de gerente dos Correios em assalto morre em confronto com polícia

· 0 comentários

Criminosos que fizeram assalto em Patu foram cercados e outros dois foram baleados.
Porrtalbo
Foto: Cedida

A polícia conseguiu localizar a quadrilha responsável pela morte do gerente da agência dos Correios de Patu, durante um assalto, nesta quinta-feira (24). Na manhã desta sexta-feira (25), houve um cerco e intensa troca de tiros. Com isso, um dos criminosos acabou morto. Outros dois teriam sido baleados, mas conseguiram fugir.

O suspeito morto no confronto foi identificado como Ricardo Almeida Vasconcelos, de 38 anos. A polícia apreendeu com ele munição de pistola calibre ponto 40 e um rádio comunicador que estaria sintonizado na mesma frequência da polícia.

A ação desta sexta-feira foi realizada em conjunto pela Polícia Militar e Polícia Civil, sob o comando do capitão Inácio Brilhante, da PM de Pau dos Ferros, e do delegado regional de Patu, Sandro Régis.

Desde o momento do crime, várias equipes de Patu e cidades vizinhas, como Alexandria e Pau dos Ferros, realizam diligências. O gerente dos Correios, Arni Praxedes de Melo, de 55 anos, morreu a caminho do hospital de Mossoró, após ser baleado na cabeça. Além dele, um policial militar foi baleado durante o assalto, mas passa bem

Nomes Esquecidos no Meio das Estatísticas

quinta-feira, 24 de abril de 2014 · 0 comentários

Por Ivenio Hermes via Kézia Lopes

Faltando apenas 6 dias para o final do mês de abril, o homicímetro no Rio Grande do Norte em 2014 já ultrapassa preocupantemente a marca de 2013.


Em 30 de abril de 2013 o Estado do Rio Grande do Norte atingiu o número de 536 crimes violentos letais intencionais. Neste ano da graça de 2014, no dia 23 de abril, chegamos a essa contagem quando Leandro Alberto da Silva caiu morto após ter sido executado por tiros de arma de fogo no bairro da Redinha, em Natal.

Leandro Alberto da Silva é a 187ª vítima de homicídio somente em Natal, uma das mais belas capitais do Brasil, que vem sendo manchada pelo sangue de inocentes, pois todos são inocentes até se prove, mediante a lei, o contrário.

A ausência do Estado promove a violência num povo historicamente pacífico, e como diz a professora, blogueira e ativista de direitos sociais, Kezia Lopes, “Não está fácil, não é brincadeira, não estamos brincando de filme de terror, precisamos de medidas urgentes e já. Não de fantasias imaginárias tiradas do pirlimpimpim do Sitio do Pica Pau Amarelo”.

Todos percebem a ineficácia do que tem sido feito no setor de segurança pública, em que pese todas as promessas não cumpridas e pelas quais a Administração de Rosalba Ciarlini não deu a menor satisfação ao povo que a elegeu, pelo contrário, em troca, foram recebidas propagandas falaciosas que somente tiveram a capacidade de transportar quem nelas acreditou para um mundo de ilusões.

A ilusão de segurança não foi capaz de impedir que Darlan Bezerra de Lima, de 15 anos, se tornasse a 45ª vítima de homicídio em Parnamirim, nem Dgiulle Cunha de Lima, de 24 anos de idade, de ser ao mesmo tempo, a 21ª vítima de homicídio em Macaíba e a 324ª da região metropolitana de Natal.

Em Mossoró Jorge Paulo do Nascimento é o nome da 57ª vítima de homicídio, e Arni Praxedes de Melo, a 4ª vítima de Patu e a 133ª do Oeste Potiguar, por pouco não cedendo seu lugar nas estatísticas para o Soldado O. Filho, que foi baleado juntamente com o Sr. Arni na tentativa de assalto à agência dos Correios, na data de ontem, 23/4/2014, em Patu/RN. Ambos foram vítimas, tanto de bandidos com armamento e número superior, quanto de governos que deixaram a situação chegar a esse ponto.

O jovem Ivo Rodrigo Ferreira da Silva foi a 150ª vítima menor de 21 anos de idade, nessa mortandade de jovens. Seu nome foi associado a crimes e talvez por isso ou pela absoluta falta de condições de investigar, sua morte nunca venha a ter a autoria definida.

O senhor Elias Belarmino de Souza, 42 anos de idade, não terá seu nome entre as vítimas de crimes violentos letais intencionais no Rio Grande do Norte, pois sua morte durante uma tentativa de assalto na Av. Alberto Maranhão, Barrocas, Mossoró, foi causada por infarto, um mal súbito, que por tanto não recebe a característica de “intencional”, sendo sua morte apenas uma concausas no concurso de pessoas para o estabelecimento da causa do crime. O Sr. Elias faleceu, pois sua condição de saúde o deixou à mercê do medo causado pela ausência do Estado em lhe fornecer a segurança que ele merecia.

Chegamos à marca de 540 crimes violentos letais intencionais, e sabe-se lá quantos mais terão suas vidas ceifadas pela falta de políticas públicas de segurança.

Talvez se fosse bela a fantasia criada pelas falsas políticas de interiorização da Polícia Civil e pelo engodo da criação de Batalhões originados pela divisão de outros, bastasse o Doutor Caramujo, médico do Reino das Águas Claras com suas pílulas que curam qualquer doença, para socorrer os potiguares da doença da desgovernança, do descaso que sofrem e de terem seus nomes perdidos no meio das estatísticas, pois se isso ocorre é porque foram antes esquecidos pelos governantes desrespeitosos com seu pacto com a sociedade.

Infelizmente, não vivemos num mundo de fantasia e nem o pó depirlimpimpim, belíssima criação de Monteiro Lobato, é capaz de nos transportar para uma terra segura de fantasia, pois não é isso que queremos, o povo norte-rio-grandense quer é segurança para viver feliz aqui mesmo, no Rio Grande do Norte.

____________________

SOBRE O AUTOR:

Ivenio Hermes é escritor Especialista em Políticas e Gestão em Segurança Pública e Ganhador de prêmio literário Tancredo Neves, ativista de direitos humanos e sociais e pesquisador nas áreas de Criminologia, Direitos Humanos, Direito e Ensino Policial.

____________________

DIREITOS AUTORAIS E REGRAS PARA REFERÊNCIAS:

É autorizada a reprodução do texto e das informações em todo ou em parte desde que respeitado o devido crédito ao(s) autor(es).

HERMES, Ivenio. Nomes Esquecidos no Meio das Estatísticas. Disponível em: <http://j.mp/1rqdcLc >. Publicado em: 24 abr. 2014.

LEI DE PROMOÇÃO: Impacto na folha será de R$ 20 milhões em três anos

· 0 comentários

Publicado por Soldado Glaucia


Se aprovada, a Lei de Promoção de Praças da Polícia Militar e Bombeiros do Rio Grande do Norte vai gerar um impacto de R$ 20 milhões na folha de pagamento do Estado ao longo de três anos. O projeto – um dos principais pontos de reivindicação da categoria que cruzou os braços por 12 horas na última terça-feira – está na Controladoria Geral do Estado (Control) e deve ser enviado à Assembleia Legislativa (AL) até a próxima quarta-feira, dia 30. Nos últimos quatro anos, o salário de soldados de ambas instituições foi reajustado em 25%. Além da lei de promoção, a categoria quer reajuste de 56,7%.

Ontem, representantes das associações dos soldados, cabos e suboficiais da Polícia Militar e Bombeiros estiveram na AL para questionar aos parlamentares sobre o andamento da lei tão logo a minuta chegue à sede do Legislativo. O encontro com os deputados ocorreu minutos antes do titular da secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Eliéser Girão, prestar esclarecimentos sobre a pasta no Plenário da Casa.

No encontro entre policiais e deputados, o líder do Governo na AL, Getúlio Rego (DEM), disse que a ordem é ter agilidade na análise do processo. “Temos total interesse em analisar esse lei. Assim como analisamos os casos da saúde e educação, vamos priorizar a lei do pessoal da segurança”, disse.

No intervalo de quatro anos, essa será a terceira lei enviada pelos soldados da PM e Bombeiros que será analisada pelos deputados. Em 2010, a AL aprovou um reajuste salarial da categoria que garantiu o aumento de R$ 180,00 no salário dos soldados.

Em janeiro de 2012, uma nova lei estabeleceu o subsídio como padrão remuneratório dos praças. A mudança só foi efetivada em julho daquele ano e representou um ganho de R$ 400,00 no salário dos soldados. As demais patentes também tiveram reajuste. Com os ajustes ao longo desse tempo, o salário do soldado passou de R$ 1.750,00 para R$ 2.200,00.

O presidente da Associação dos Bombeiros, Rodrigo Maribondo, explicou que a Lei de Promoções, além de garantir um novo reajuste salarial, vai possibilitar a mudança de nível dos soldados. “Hoje, as poucas promoções que ocorrem, só é possível se o soldado ou oficial judicializar a questão. Sem a intervenção da Justiça, não há promoção”, disse. 

Junto à Lei de Promoções, está a solicitação de reajuste de 56,7%. Se aprovado – e essa é a promessa do Governo do Estado – o impacto da Lei será de R$ 20 milhões na folha de pagamento do Estado. “Esse montante será diluído em três anos. Não é uma proposta absurda para o Governo”, colocou Maribondo. 

O titular da Sesed comentou o assunto durante sua explanação no Plenário da AL. De acordo com Eliéser Girão, o reajuste salarial não será implementado esse ano, pois “não há previsão orçamentária”, colocou. Sobre a Lei, o secretário garantiu que haverá o envio à AL até a próxima semana. “O projeto será encaminhado e é o mesmo que foi discutido com as associações quando foi criado”, disse.

Três assassinados e seis baleados em Mossoró e um assassinado e outro baleado em Patu

· 0 comentários

http://defato.com/blog/retrato-do-oeste/


Na manhã desta quinta-feira, 24, na Avenida Lauro Maia, em Patu, uma quadrilha tentou assaltar a Agência do Correios e terminou baleado no pescoço o gerente Arnir Praxedes de Lima, de 53 anos, (morreu a caminho de Mossoró) e baleando o Policial Militar Filho. Os assaltantes fugiram.

Os primeiros relatos apontam que o gerente da agência Arnir estava iniciando os trabalhos, quando os assaltantes chegaram anunciando o assalto. A guarnição da PM estava no local por acaso, para um policial fazer uma transação bancária.

Foi quando começou a troca de tiros, tendo o gerente sido morto com tiro na cabeça e o policial baleado. Filho e Arnir receberam os primeiros cuidados ainda em Patu e estão sendo transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Arnir morreu antes de receber socorro no HRTM, em Mossoró.

Noite violenta em Mossoró

Em Mossoró, o dia de quarta-feira, 23, foi marcado com três assassinatos e seis baleadas, entre elas o policial Diego Severino Alves, de 32 anos, que perdeu o baço. Se encontra neste momento no Centro Cirúrgico do Hospital Regional Tarcísio Maia.

Jandui Nascimento Borges, de 40 anos, foi executado a tiros perto do Supermercado Rebouças, da Rua João Cordeiro, no bairro Santo Antônio, no final da manhã desta quarta-feira, 23, em Mossoró.

Francisco Alexandre Dantas da Silva, de 26 anos, foi alvejado na região do ombro com um disparo de arma de fogo, na Rua Aoem Menescal. Ele foi socorrido pela equipe do Samu para o Hospital Regional Tarcísio Maia.

Jorge Paulo do Nascimento, de 28 anos, foi alvejado na praça do conjunto Freitas Nobre no bairro Barrocas. Ele chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento do Santo Antônio onde já chegou morto.

*Elias Belarmino de Souza, de 42 anos, morreu durante uma tentativa de assalto. O fato aconteceu dentro de uma vila, na Avenida Alberto Maranhão no bairro Barrocas. Segundo informações dois indivíduos armados tentaram tomar sua motocicleta. Durante o assalto a vitima sofreu um mal súbito, recebeu socorro medico, mas já chegou morto na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santo Antônio.

Silvestre Estalone de Oliveira Rocha, de 27 anos, foi baleado no braço esquerdo durante uma briga envolvendo gangues de jovens da Favela do Pirrichil e do Papoco. A ação criminosa aconteceu na Rua Delmiro Rocha, no Alto de São Manoel no inicio da noite de hoje. Estalone já havia sofrido uma tentativa de homicídio no final do ano passado. Ele foi socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia e não corre riscos de morrer.

Ana Alice Miranda de Souza, de 42 anos, foi alvejada na região abdominal, com um disparo de arma de fogo. Segundo informações ela foi vitima de uma bala perdida. Alice foi socorrida pela equipe do Samu para o Tarcísio Maia e seu estado de saúde requer cuidados.

*Natanael Alves de Oliveira, de 23 anos, foi alvejado com um disparo no braço. Segundo informações o mesmo foi atingido por bala perdida. Ele foi socorrido por populares para o Tarcísio Maia e passa bem.

* Edigledson de Andrade, de 27 anos, morador do bairro Teimosos foi socorrido por populares para a Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel e transferido para o Tarcísio Maia.

Diego Severino Alves, de 32 anos (PM) estava com outros dois colegas policiais conversando num bar no Bairro Alto São Manoel, quando os assaltantes chegaram anunciando o assalto. Um policial tentou reação e os assaltantes abriram fogo. Diego levou cinco tiros. No hospital, passou por uma cirurgia (laparotomia exploradora) para retirar o baço destruído pelos tiros.

Policiais militares e bombeiros decidem suspender paralisação

terça-feira, 22 de abril de 2014 · 0 comentários

Categorias vão dar voto de confiança ao Governo do Estado que se comprometeu a enviar projeto da Lei de Promoção de Praças para Assembleia Legislativa.

Portalbo
Foto: Divulgação / ACS-PM

Os policiais militares e bombeiros do Rio Grande do Norte deliberaram pelo fim da paralisação deflagrada no início da manhã desta terça-feira (22). Após reunião com a cúpula da segurança pública, as categorias optaram por oferecer mais um voto de confiança ao Governo do Estado, que assumiu o compromisso de enviar o projeto da Lei de Promoção de Praças para a Assembleia Legislativa, no dia 30 deste mês de abril.

Com isso, os policiais e bombeiros militares realizaram uma assembleia geral extraordinária no acampamento montado em frente à Governadoria e votaram pela suspensão da greve. “Agora, vamos esperar que o Governo cumpra com sua palavra, tendo em vista que o próprio secretário de Segurança, Eliéser Girão Monteiro, assinou um termo de compromisso”, destaca o soldado Roberto Campos, presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM-RN.

A paralisação dos PMs e bombeiros teve início às 7h, reunindo praças e oficiais, bem como familiares dos militares, em frente ao prédio da Governadoria. A adesão aconteceu também pelo interior do Rio Grande do Norte. Além de se comprometer a enviar o projeto da Lei de Promoção de Praças, o Governo agendou uma reunião para o dia 5 de maio, quando os outros pontos da pauta de reivindicações deverão ser debatidos.

A pauta de reivindicações das duas categorias inclui: Lei de Promoção de Praças; Reajuste de 56,7% do subsídio e a inclusão da database ao texto da leu; Devido enquadramento dos níveis remuneratórios; Pagamento das férias; Integralização dos vencimentos dos que foram promovidos e ainda não recebem de acordo com a graduação; Revisão da lei e reajuste da Diária Operacional; Admissão de etapa alimentação com verba indenizatória; Revisão do estatuto da Polícia Militar (Carga horária); Substituição do RDPM por código de ética; Complementação dos efetivos de acordo com o previsto nas leis de fixação do efetivo e convocação dos 824 suplentes; Assistência à saúde psíquica do PM e do BM.

Com o retorno as atividades normais, o policiamento ostensivo será retomado de maneira integral nas ruas de Natal e todo o Estado, já na noite desta terça-feira. Ainda durante a reunião com a cúpula da segurança, ficou acordado que os policiais que participaram do movimento de hoje não receberão nenhum tipo de punição.

*Fonte: Assessoria / ACS-PM 

Com faixas em inglês, PMs afirmam que não terá policiamento na Copa

· 0 comentários

Policiais militares do RN iniciaram paralisação nesta terça-feira (22).
Categoria está acampada no Centro Administrativo do Estado.

Do G1 RN

Com faixas em mãos, PMs do RN dizem que se não houver promoção dos praças não haverá policiamento na Copa (Foto: Sérgio Costa)

Com faixas em inglês, policiais militares do Rio Grande do Norte anunciaram que se não houver promoção dos praças, não haverá efetivo para garantir a segurança durante os jogos da Copa do Mundo em Natal. "Without promotion law, without military police in world cup", diz a faixa. Os policiais e Corpo de Bombeiros iniciaram uma paralisação nesta terça-feira (22) e estão acampados no Centro Administrativo do Estado desde o dia 8 deste mês.
saiba mais

Além de melhorias estruturais, os militares exigem o envio da Lei de Promoções de Praças para a Assembleia Legislativa e os bombeiros ainda cobram a abertura de concurso público. Uma assembleia deve acontecer até o final da manhã desta terça-feira (22), quando será decidido pelo fim ou manutenção da paralisação.

Segundo o secretário estadual da Segurança Pública Eliéser Girão, o governo garantiu o envio da referida lei para a Assembleia Legislativa até o dia 1º de maio. O Projeto de Lei, ainda de acordo com o secretário, está em análise na Casa Civil e deve ser encaminhado para a Consultoria Geral do Estado ainda nesta terça, o que também deve acontecer com um projeto para majoração da diária operacional da PM, a autorização para concurso público do Corpo de Bombeiros e a Lei de Segurança e Combate a Incêndio e Pânico.
Policiais Militares do RN fazem protesto nesta terça (22) (Foto: Sérgio Costa)

 

Copyright © 2011 Jr Maximus - template by André Freitas

Sponsored by: Trucks | SUV | Cheap Concert Tickets